7 lugares não turísticos para ir em Curitiba Sugerido por: App Onde ir Curitiba

Olha que legal esse roteiro pra você que mora ou visita Curitiba e pretende conhecer lugares não turísticos, mas imperdíveis da capital!

O nosso parceiro App Onde ir Curitiba listou 7 lugares mais sensacionais e mais diferentes de Curitiba para você que gosta de conhecer coisas novas. Confere aí: 

Fábrica de Biscoitos Villa Ana

A Villa Ana iniciou suas atividades em 1907, na cidade de Curitiba, quando a família de imigrantes italianos Vendrametto passou a fabricar biscoitos caseiros.

É uma empresa familiar, com um século de existência, que está sendo administrada pela quarta geração da família. Eles mantêm uma linha de biscoitos tradicionais com as mesmas receitas utilizadas desde a criação da empresa.

A primeira marca comercial utilizada pela empresa chamava-se “Biscoitos Glória”, que foi a responsável pela divulgação dos produtos até o ano de 1994.

A empresa possui como competência e características únicas, além da tradição, a padronização na produção e a exclusividade de suas receitas, que são executadas à moda antiga, com pouco maquinário, o que torna a visitação ainda mais interessante.

A Fábrica de Biscoitos Villa Ana, fica na Rua Constantino Marochi, 559 Alto da Glória e o horário de visitação é de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Bosque Portugal

O Bosque de Portugal, mais uma opção de lazer para o curitibano, homenageia o povo português e sua grande influência cultural no Brasil. Foi inaugurado em 19 de março de 1994 e na ocasião, contou com a presença do presidente de Portugal, Mário Soares. É a primeira grande área verde preservada do bairro e abriga uma sede de escoteiros e um bosque de mata nativa.

No meio da mata e ao longo do córrego, foi construído um caminho de pedras, que recebeu o nome de Alameda dos Cantares. Vinte pilares foram erigidos, onde estão embutidos trechos de poesias de autores luso-brasileiros. Nestes murais estão homenageados Fernando Pessoa, Luiz de Camões, Cláudio Manoel da Costa, Gonçalves Dias, Manuel Bandeira, Cecília Meirelles, Olavo Bilac, e muitos outros

O Bosque de Portugal fica no Jardim Social, na rua Fagundes Varela, esquina com a Rua Ozório Duque Estrada e fica aberto de segunda à domingo, ininterruptamente.

Foto: Bosque Portugal | Fonte: Pinterest

Capela Santa Maria

A Capela foi inaugurada em 1939 dentro da antiga sede do Colégio Santa Maria. Hoje, o espaço virou uma bela sala de concertos. Desde 2008, é também a casa oficial da Camerata Antiqua de Curitiba. Por isso, é comum presenciar algum ensaio durante a tarde. A Capela Santa Maria fica na rua Conselheiro Laurindo, 273, e funciona de segunda a sexta, das 9h ao meio dia e das 14h às 18h, além dos horários de concertos. A entrada é franca. Saiba mais.

Museu de História Natural

O Museu de História Natural do Capão da Imbuia abriga as coleções científicas zoológicas mais representativas do Estado do Paraná e recebe cerca de 3000 visitantes por mês. Ele contempla uma exposição interna de animais empalhados e vegetais desidratados representando ecossistemas brasileiros e exposição externa ao longo de uma passarela elevada que percorre uma trilha dentro do bosque, com 400m de extensão e 12 vitrines que enfocam aspectos da Mata Atlântica.

O Museu fica na Rua Bendito Conceição, 407 e o horário de funcionamento de terça a sexta-feira, das 9h às 14h. A entrada é gratuita.

Armazém Santa Ana

O Armazém Santa Ana foi inaugurado em 1934, e é o mais antigo de Curitiba ainda em funcionamento. É um típico armazém de secos e molhados que fica no bairro Uberaba.

Os donos, netos do fundador Paulo Szpak, um ucraniano que chegou ao Brasil em 1929, mantêm muitas tradições antigas: os salames pendurados no teto, as compotas sobre o balcão, os banquinhos de palha e a comercialização de tamancos de madeira e penicos (não, você não leu errado. São realmente comercializados penicos lá). O Armazém Santa Anta fica na Av. Salgado Filho, 4460. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 10h à meia-noite e aos sábados, das 10h às 22h.

Foto: Armazém Santa Ana | Fonte: gazetadopovo.com

Praça do Ciclista

Enfim, os ciclistas encontraram um lugar para chamar de seu em Curitiba. Uma simpática praça recuperada na esquina da Rua São Francisco com a Rua Presidente Faria virou ponto de encontro da “galera da bike”. Mas qualquer um pode visita-la, pois ela também recebe shows, manifestações artísticas e uma modesta feira livre orgânica.  A praça fica na esquina da rua São Francisco com a rua Presidente Faria, em frente à Bicicletaria Cultural.

Foto: Praça do Ciclista | Fonte: onecuritiba.com

Museu da Arte Sacra

Escondidinho, o Museu de Arte Sacra fica ao lado da Igreja da Ordem, no Largo. Ao chegar lá, o visitante se deparará com uma porta pequena, um corredor comprido e uma grande sala com obras raras: imagens de santos, objetos usados em missas, e muito mais. No total, o acervo tem 800 peças. Algumas bem antigas, como a imagem do Bom Jesus dos Pinhas, do século XVII, ou a Nossa Senhora das Dores, do século XVIII.

O Museu de Arte Sacra funciona de terça a sexta, das 9h ao meio dia e das 14h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 9h às 14h.

Foto: Museu de Arte Sacra | Fonte: khristianos.blogspot

Quer encontrar outros lugares e saber muito mais sobre todos eles para as férias do meio do ano, o inverno ou qualquer outra época em Curitiba? É só Baixar o App Onde Ir no seu celular! Nós baixamos e amamos!

Mariana Martins

Radialista, Atriz e Produtora. Mariana Martins dirige sua Produtora, a Pequena Mari Produções e encabeça o Projeto "Eu Amo Curitiba". Além da gestão geral, escreve posts, faz coberturas de experiências, mídias sociais, é responsável pela elaboração de projetos e parcerias. Paralelo à isso, é supervisora geral da Banda B e apresenta seu programa na rádio "Mariana Martins Fala Sério", ao vivo pela rádio, facebook, instagram e youtube - @marianamartinsfalaserio todas as terças e quintas, às 11h30. Para sugestões de pauta e releases, envie e-mail para: [email protected] | Outros assuntos: [email protected]