Inaiara de Lima não é formada em cinema, é formada em psicologia pela UFPR. Escreveu a monografia sobre Expressionismo Alemão e desde então passou a se considerar muito habilitada a falar sobre o assunto. Gosta principalmente dos filmes que dão agonia de ver porque acha que dá pra associar tudo com psicanálise. Ina, como é chamada por aqui, coloca todo esse desassossego em forma de conhecimento, ideias, histórias, sugestões, palpites sobre a sua grande paixão - a dita sétima arte.

Cinema Sesc Paço da Liberdade – A arte e seu enleio

  Creio que todo mundo que se interessa por arte, se interessa também pelos artistas. Tentar compreender o contexto, a personalidade…

BlacKkKlansman – Infiltrado na Klan

Se vocês também estavam morrendo de saudades do humor ácido de Spike Lee com suas obras pertinentes e originais, já…

A Casa que Lars Construiu

Fui assistir a estréia de A Casa que Jack Construiu na semana passada, no Cineplex Batel. Pra quem se interessa, o…

Se você quiser eu vou te dar um amor desses de cinema

Recentemente eu fui confrontada com um tweet que me deixou reflexiva. A moça citava a música romântica cantada por Vanessa…

Wiener-dog (ou, um ensaio sobre a solidão)

Um dos filmes que mais me tocaram nesse ano foi Wiener Dog, do meu querido diretor Todd Solondz. Não é…

O que há de hereditário em Hereditário?

Já vou avisando que esse texto contém spoilers. Leiam só depois de assistir. Hereditário vale a pena principalmente se você,…

Eu, Tonya

Confesso que fui assistir o filme Eu, Tonya sem grandes expectativas. Fiquei curiosa depois que uma amiga pediu minha opinião…

Com amor, Ina

Fui no mês passado assistir a pré estréia de Com Amor, Simon e só hoje percebi que esqueci de postar…

Me deixa de fora desse seu mau sentimento

Vem cá, conta pra mim. Essa semana foi puxada? Arrumaram alguma confusão? Brigaram com os colegas de trabalho? Vocês também…

Jodorowsky, para os íntimos

No mês passado foi o aniversário de um dos diretores mais estranhos e misteriosos do mundo do cinema atual, Alejandro…