Curitibano tem fama de “fechado demais”, mas acreditamos que isso também tem a ver com “timidez”. Curitibano é interiorano, é “ressabiado”, mas depois que conhece, é fiel e leal. Esse comportamento mais reservado faz com que os Curitibanos também tenham um gosto um pouco mais refinado e exigente. É um povo comprometido, estudioso, dedicado e muito observador. Curitibano gosta de viver o seu mundo, de curtir a casa, a família, os amigos de infância. E quando gosta de algo, pode ter certeza, volta sempre! São “coisas de curitibano”… Aqui te propomos entrar no clima do curitibano ou de quem já vive aqui há muito tempo e “pegou o jeito”. O clima, a linguagem (sotaque, as gírias), jeito de ser, coisas que gosta de fazer, paixões, talentos, percepções, costumes adaptados que resultam num caldeirão cultural que encanta ou não os visitantes e os moradores. A gente fala de coisas que foram inventadas aqui, coisas que só acontecem aqui e sobre como enfrentar o humor climático da “cidade cool”. Por isso, esta é a nossa primeira editoria, pois ela vem para te dar um “muito prazer” bem curitibano: pra conhecer de verdade, leva um tempo. Então, explore nosso conteúdo e viva essa experiência! Você vai amar!

Bosque Portugual

O Bosque de Portugal com 20.850 metros quadrados de mata nativa pode ser caracterizado pelos ladrilhos que compõe a Alameda dos Cantares Portugueses que corta o bosque – caminho constituído por árvores plantadas em fileira – e que é estampada por versos de poetas da língua portuguesa em azulejos de estilo português*.

Rebouças

Rebouças é um dos bairros mais antigos da cidade que passa por um processo de revitalização urbana, com projetos voltados para a cultura e o lazer. Eminentemente residencial, o bairro conta com um dos principais centros de compra da cidade, o Shopping Estação.

Centro Cívico

O Centro Cívico é isso e muito mais. Lá estão também a sede da Prefeitura Municipal de Curitiba, a Praça do Gaúcho com sua pista de skate e a sorveteria, e a rua Matheus Leme com suas lojas, bares e restaurantes.

Cristo Rei

O Cristo Rei com as suas pracinhas simpáticas, ponto de encontro dos moradores do bairro, é um exemplo de ocupação do espaço público. Notório centro gastronômico, o local conta com bares, restaurantes e tradicionais confeitarias.

A Emancipação Política do Estado do Paraná

O período do final do século XVI e início do XVII teve suas políticas públicas – inclusive, e principalmente, a…

A Nossa Cultura Mestiça

Ao longo de sua existência a humanidade se constrói, destrói e reconstrói através da cultura. Desde a construção cultural no…

Lenda Indígena sobre Vila Velha

Apesar de não fazer parte da história de Curitiba, Vila Velha – área pertencente à cidade de Ponta Grossa e…