De bike é mais gostoso. Foto Geovani Barreiro


E aí, está pensando em pedalar neste final-de-semana
, mas não conhece um roteiro bacana? Então dá uma olhada em quantas opções de trajetos Curitiba oferece. Segundo informação da Prefeitura, são 300 km de ciclovia em todas as regiões da cidade. Muitos percursos bastante arborizados com opções de “pit stops” estratégicos em praças, monumentos históricos, museus, cafés e restaurantes.

Em alguns locais, no entanto, é preciso andar desmontado da bicicleta. Isso acontece em áreas de calçadão, como no caso da Rua XV de Novembro e no Centro Histórico, por exemplo.

Existem ônibus da Linha Turismo que são equipados com bagageiros com capacidade para até três bicicletas, possibilitando mesclar trajetos e desvendar diversas áreas da cidade em apenas um dia sem cansar tanto.

Roteiro

 

Dependendo da disposição e do interesse de cada um, apresentamos aqui uma opção de trajeto partindo do Passeio Público. Outras opções podem ser visualizadas no site da Prefeitura de Curitiba pelo link:

http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/conheca-tres-opcoes-de-roteiro-para-visitar-curitiba-de-bicicleta/41187

Nível fácil

Roteiro Jardim Botânico
Ida e volta – 16,5 km

Curitiba oferece muitas opções para o turismo de bicicleta.
Na imagem, mapa do Ciclo Parque Iguaçu.
Ilustração: Instituto de Turismo

Saindo do Passeio Público,siga pela ciclovia da Rua Mariano Torres. Ao chegar na Avenida Presidente Affonso Camargo vire à esquerda, passe pela Rodoferroviária e por baixo do viaduto da Av. Prefeito Omar Sabbag. Na primeira entrada, entre à direita e em seguida esquerda, para seguir na Av. Dr. Dario Lopes dos Santos. No fim da avenida já é possível visualizar o Jardim Botânico. Para acessar a entrada, vire à esquerda na Rua Engenheiro Ostoja Roguski. Dentro do Jardim Botânico não é possível usar as bicicletas, mas há paraciclos para estacioná-las já na entrada.

Saindo do Jardim Botânico, continue na Avenida Maurício Fruet até o Terminal do Capão da Imbuia. Dobrando à esquerda, siga na Rua Ronaldo José Carboni (trecho sem cilovia) por quatro quadras, até o Bosque Capão da Imbuia, que também abriga o Museu de História Natural.

Ao sair do bosque, siga pela rua Nivaldo Braga até chegar a Avenida Victor Ferreira do Amaral. Chegando, vire à esquerda e siga. No caminho está a Praça das Nações, de onde se tem uma bela vista da cidade e um painel do artista Poty Lazzarotto.

Para retornar ao Passeio Público, siga pela ciclovia que margeia a Avenida Sete de Setembro e Rua Reinaldino Schaffenberg de Quadros. Vire à esquerda na Rua Schiller e siga pela ciclovia, cruze a Avenida Affonso Camargo e pegue a ciclovia da Avenida Dr. Dario Lopes dos Santos à direita. Vire à direita e siga pela ciclovia da Rua Mariano Torres e siga até o Passeio Público.