Curitiba sedia a partir deste sábado o maior evento de criatividade urbana do Brasil


Terceira edição do festival  se desdobra em ocupação de imóvel histórico com instalações, oficinas e debates, além da festa de encerramento em nova locação

Valor

Acesso gratuito - Circuito Reflita - R$ 40

Outras informações

As atividades diárias do festival serão realizadas na Casa Subtropikal – Palacete Zacarias de Paula Xavier - Av. Visconde de Guarapuava, 2900, que vai funcionar diariamente, entre os dias 07 e 15 de julho, a partir das 10h. Já a festa de encerramento será realizada no dia 14 de julho, na Usina 5 - Rua Constantino Bordignon, 5 – Prado Velho, a partir das 21h. Os ingressos e passaportes para todas atividades do evento podem ser adquiridos na plataforma oficial Sympla (sympla.com/subtropikal). Mais informações no site www.subtropikal.com.br.

PalaceteZacarias de Paula Xavier. Foto Divulgação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Após edição de sucesso em 2017, o Subtropikal, festival de criatividade urbana, ganha uma nova edição neste início de julho. Desta vez,o evento ocupa um imóvel inédito, o Palacete Zacarias de Paula Xavier, que data do Ciclo do Mate.
O Subtropikal aposta em um formato semelhante ao do ano passado, quando movimentou mais de 5 mil pessoas em torno das atividades programadas no festival.  Durante uma semana, a capital paranaense vai poder acompanhar as oficinas, apresentações, intervenções artísticas e o circuito de debates conhecido como REFLITA.

 O festival
Tendo a maior parte programação com acesso gratuito, o festival continua sua missão de promover encontros entre diferentes áreas da criatividade num mesmo espaço, criando conexões espontâneas e o “clash” entre ideias pré-estabelecidas.

Entre os temas de interesse, fruto de discussões entre uma equipe de cocriadores rotativos, estão: Futuro, Arte, Criatividade, Consumo, Relações, Propósito e Consciência.

Os convidados a compartilhar seus olhares são estilista Mário Queiroz, da Chilli Beans, que divide sua visão sobre os malefícios do machismo para o homem; o rapper Rico Dalasam; a responsável pelo Sexlog.Tv, Mayumi Sato, que fala sobre pornô para mulheres; além de personalidades curitibanas que são referência dentro da criatividade, inovação, educação e posicionamento. Lembrando que o acesso para o Rc

Atrações
Mais atrativos, como instalações artísticas, bate-papos e laboratórios gratuitos como o de upcycling, apresentado pelo Sustainable Fashion Awards, serão atrações à parte na Casa. Os visitantes vão encontrar por lá sempre um bar funcionando com drinks exclusivos e comidinhas autorais, fruto de cocriação entre Botanique crew e a chef Gabi Mahamoud. Um circuito de festas assinadas por núcleos locais também está planejado para a Casa Subtropikal, e a programação completa será revelada ao longo dos próximos dias.



As oficinas
As oficinas serão ministradas por especialistas como a pesquisadora de tendências Andrea Greca, o produtor musical Laercio Schwantes (L_cio), o fotógrafo Daniel Castellano e o jornalista especializado em cultura contemporânea Camilo Rocha do NEXO. O sul-africano Esa Williams, DJ e conhecido “digger” musical, vem ao Brasil para dar um workshop exclusivo falando sobre as raízes da cultura Afro-Brasileira na música.

 


A festa
A festa de encerramento acontece no dia 14 de julho (sábado) na Usina 5, complexo de galpões localizado no bairro Boqueirão. Entre as atrações, estão os rappers Flora Matos, Rael e Rico Dalasam, que se apresentam no inédito formato de jam session no palco NAVE CONVIDA, assinado pelo beatmaker curitibano indicado a 2 Grammys, Vinícius Nave. Também se apresentam na festa o inédito e provocador live-performance paulistano Teto Preto, composto pela vocalista Laura Diaz (CARNEOSSO) e o produtor musical Pedro Zopelar, além dos DJs rhr., Cauana Stival, Zopelar, Bila Sampaio e o sul-africano Esa Williams, convidado especial do palco DISCOTECA ODARA, assinado pelo coletivo local.

 



Informações no site
Ingressos