Em março de 2013 os designers Lia Monica e José Marconi avistaram, do alto de seu apartamento na Praça Generoso Marques, no centro da cidade, o arquiteto Reinoldo Klein desenhando o prédio do Paço Municipal. O casal foi até ele e pediu permissão para acompanhá-lo na ‘aventura’. Na mesma semana, Marconi recebeu o telefonema do também professor e arquiteto Wagner Polak propondo a reunião de um grupo para desenhar cenários da cidade para uma possível história em quadrinhos. “Pronto. Estava formado o trio que iniciou, da forma mais despretensiosa possível, o coletivo Croquis Urbanos Curitiba”.

Essa introdução contada pelo José Marconi já foi dada à vários veículos de comunicação e mostra como de forma despretensiosa nasceu um grupo que há cinco anos semanalmente e de forma quase ininterrupta reúnem-se num ponto qualquer de Curitiba pelo simples prazer de desenhar em grupo.

Soube do grupo pela internet ou jornal, não me recordo, mas sabia que cedo ou tarde os acompanharia já que circular pela cidade era também um dos meus objetivos para manter o meu blog.

O dia 07 de julho de 2013 foi o dia que os encontrei pela primeira vez na Casa Gomm e para minha satisfação, meu blog já era também conhecido pelo grupo de pessoas que organizava a agenda do Croquis e assim, a integração deu-se de forma natural e amistosa.

Dos 253 encontros que já aconteceram, tive a chance de registrar 150 deles, contabilizando mais de 14 mil fotos. Mais do que ter a oportunidade de testemunhar grandes obras de arte nascerem em apenas duas horas e fotografar os artistas amadores e profissionais que as criam, acompanhar o Croquis Urbanos sempre foi uma forma de fazer novos amigos e em grupo prestar uma homenagem semanal à Curitiba.

“Nosso objetivo é registrar a cidade, seus habitantes e aprender uns com os outros sobre as possibilidades expressivas e técnicas do desenho de observação”, afirma o designer José Marconi Bezerra de Souza. Os encontros acontecem todos os domingos – faça chuva ou faça sol.

A programação é divulgada na fanpage do www.facebook.com/CroquisUrbanosCuritiba, não há curadoria e qualquer desenhista será sempre bem-vindo, independente da idade ou perícia técnica.

Hoje estou publicando 6 mosaicos feito com uma foto de cada um dos 150 encontros que participei.