No final da década de 1960 um imigrante suíço de nome Wilhelm, conhecido em Curitiba como Guilherme, proprietário de uma fábrica de brinquedos de madeira que ficava na Avenida Iguaçú, bancou a hipoteca de uma casa no bairro São Francisco que pertencia à um comerciante de carnes sírio-libanes para ajuda-lo a superar uma crise financeira. Como esse comerciante não conseguiu honrar suas dívidas, a propriedade da casa foi passada ao Sr. Guilherme.

A casa estava em péssimo estado de conservação como pode ser visto na foto de 1970, uma grande reforma foi iniciada em principio sem o conhecimento da sua esposa, já que o Sr. Guilherme temia que ela ficasse muito brava com a história toda. Quando sua esposa conheceu a casa, apesar da situação em que se encontrava, passou a apoiar a reforma e uma vez concluída, gostaram tanto que mudaram-se para a casa que foi originalmente construída em 1897 e que em 1972 estava totalmente reformada, com uma bela varanda na lateral diante de um aconchegante jardim.

A casa é uma Unidade de Interesse de Preservação e permanece sendo uma linda moradia, constituindo-se num verdadeiro oásis numa região que já é muito diferente do que já foi um dia.