“Fale quanto vale” é um espaço para compartilhar experiências com as artes cênicas. É a ótica do expectador. O modo como uma obra é capaz de mobilizar/afetar e sensibilizar o outro, através de sua linguagem e sua poética! Se a sugestão após os espetáculos é o “pague quando vale”, precisamos primeiro entender o que ele reverberou dentro de nós para, então, darmos valor à ele.

Lendas e mulheres no AP da Treze

”Ensinaram-me tanta vergonha em ter prazer, que acabei tendo prazer em ter vergonha” Mais uma vez o Ap da treze…

2° Encontro com pessoas notáveis

Porque manter a arte em constante movimento é necessário!    Pra quem ainda não foi conferir, acontece nesse sábado,dia 21/out …

E se…. eu morresse amanhã!?

Já parou pra pensar no que vc deixou de ser quando vc cresceu? Quantos sonhos você sonhou e que ao…

Macumbando estrada afora!

Em circulação pelo interior do Paraná, o espetáculo Macumba segue empoderando negros e negras através da arte. Se você ainda…

Grupo Delírio completa 35 anos de atividades

Companhia de teatro curitibana celebra mais de três décadas de dedicação à arte, que resultou em mais de 75 Troféus…

No aconchego de um apê!

Era segunda, último dia de julho e a noite já abria seu ofício. Sete horas pra ser mais exata! Caminho…

O Fabuloso universo das estranhezas!

É… o mundo ás vezes pode parecer meio cruel quando se é um desajustado. Mas que graça teria, passar pelo…

Das belezas do avesso…

Deito minha cabeça em um travesseiro de pedra e percebo que a vida começa a se esvair… Há um ano,…