Um dos maiores objetivos da Traços Curitibanos é difundir a produção local de quadrinhos, ilustração , animação e cartum e não tem como falar sobre as HQs curitibana sem citar o Antonio Eder, nosso curador de quadrinhos da Traços Curitibanos.

Ele nasceu na cidade de Curitiba é ilustrador, quadrinista, diretor de arte e sócio da Dogzilla Studio. Já ganhou os prêmios Angelo Agostini e HQMix. Suas obras publicadas são: Espectros Microscópicos (Editora Nona Arte, 2003), 7 Vidas ( Editora Conrad, 2009), O Breve Verbo (2012), Cidade Sorriso dos mortos-vivos (Dogzilla – 2013), Bocas Malditas (Dogzilla – 2014), O Gralha – Artbook (2015), As aventuras do Capitão Gralha (2106), Se meu cão falasse tudo seria poesia (2016) e participou de inúmeras outras como Loira Fantasma de Curitiba (Estronho, 2017) .

No audivisual  dirigiu diversos curtas metragens e atuou na direção de arte dos longas metragens “Brichos, a floresta é nossa” (2012), “Guerra no interior da gente” (2007), e nas séries de animação “Carrapatos e catapultas” (2010), atupu como diretor e diretor de arte nas séries internacionais “Junior on the job” (2015), “I love to learn”, “Lupi Club” (2018).

Confira outros Trabalhos do Antônio:

          

Atualmente é sócio da produtora de animação Dogzilla Studio, na qual desenvolve séries de animações próprias e cria o conteúdo original do APP Playkids que está presente em 187 países e com conteúdo disponível em 7 idiomas, a PlayKids se consolidou como maior plataforma do mundo especializada em conteúdos e atividades educativas. A editora está fazendo 10 anos e estará comemorando com uma exposição na Gibiteca com abertura dia 04/05 que além das produções da Dogzilla deve fazer um apanhado de todas as editoras de quadrinho de Curitiba mas darei maiores detalhes na próxima postagem…