Na ultima sexta feira aconteceu na Gibiteca o lançamento da webcomic Malu Cotidiano Alterado, de José Aguiar. A personagem existe desde 2000, e agora tem sua página de acesso gratuito no http://www.maluca.com.br/ onde pode ser lida on line.

Lançamento na Gibiteca – Foto Luiz Pacheco.

No lançamento aconteceu um bate papo onde o autor contou sobre as HQS da Malu e falou sobre os próximos projetos com a personagem como a publicação com vários autores locais representando através de pin ups da Malu do José.

Lançamento na Gibiteca – Foto Luiz Pacheco

José Aguiar é um grande quadrinista curitibano, também conhecido por ser o cocriador e curador da Cena HQ e Gibicon – Convenção Internacional de Quadrinhos de Curitiba, atual Bienal de Quadrinhos de Curitiba. Seus quadrinhos além do Brasil já foram publicados na França, Espanha, Itália, Suíça, Alemanha Portugal e Estados Unidos. São de sua autoria as HQs a Infância do Brasil, Nada Com Coisa Alguma e Coisas de Adornar Paredes, Vigor Mortis, José tem um selo chamado Quadrinhofilia, pelo qual lançou grande parte de suas publicações. O Zé já recebeu muitos prêmios brasileiros como o Ângelo Agostini e HQMIX e foi indicado duas vezes ao Prêmio Jabuti.

Malu é a personagem de HQ mais famosa de José Aguiar e também a com publicações de maior regularidade em Curitiba. A personagem é uma adolescente que se sente fora de contexto, buscando encontrar a si mesma numa Curitiba em quadrinhos. Malu estuda e trabalha para ajudar em casa. Filha de pais separados, tem um irmão chato, poucos amigos e um senso crítico que parece mais atrapalhar do que ajudar seus dilemas de quem ainda não achou seu lugar no mundo (fonte http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/).

A Malu foi peça de teatro em 2009 e 2012 e teve uma exposição em Portugal em 2014, no Festival de Beja. Até o momento teve três livros publicados, sendo o mais recente o elogiado Folheteen. Sua série, antes intitulada “Folheteen”, teve tiras semanais veiculadas nos jornais Gazeta do Povo e Jornal do Estado e também uma página mensal na revista cultural Curitiba Apresenta da Fundação Cultural de Curitiba, até 2017. Apesar do fim desses periódicos impressos, Malu não ficou muito tempo ausente e retorna agora em seu site próprio. Aguiar explica que o momento é de uma Malu mais madura “Deixar o nome Folheteen de lado e assumir o protagonismo da Malu como verdadeiro nome da série é apenas um dos elementos que assinalam a nova fase da minha personagem”.