No “Vinhote de bolso” Débora Corn fala de vinho poeticamente. A poetisa e escritora apaixonou-se por vinho em Portugal quando foi lançar seu primeiro livro; depois fez um curso de sommelier, onde se apaixonou pelas histórias poéticas dos vinhedos pelo mundo. Em Curitiba, Débora visita lugares, desfruta dos ambientes, conhece os vinhos, a gastronomia e depois ela revela na coluna todas as curiosidades do local visitado.

The Oak Wine and Beer – poético

Na quarta 28/11, visitei o bar The Oak Wine and Beer, o bar fica no encontro da Saldanha com a…

Poesia e Vinho no The 80’s Curitiba

“A alma do vinho assim cantava nas garrafas: Homem, ó deserdado amigo, eu te compús, Nesta prisão de vidro e…

Vinho é poesia – Vindega 41 – Vila Yamon

Vamos falar de poesia e vinho? Sexta dia 09/11, estive a visitar o Vindega 41 um Wine bar dentro do…

Experiência Botrytis Vinhajante na festa da Alta Gama – Marcelino Pão e Vinho

Na água refletimos nossa própria face. No vinho visualizamos a alma de outrem. Provérbio Francês   Cheguei e o portão…

Em outubro, vinhos rosé

“A vida é como o vinho: se a quisermos apreciar bem, não devemos bebê-la até à última gota”. Lord Byron…

Vamos tirar o vinho do pedestal que o colocaram?

Deveis andar sempre embriagados. Tudo consiste nisso: eis a única questão. Para não sentirdes o fardo horrível do Tempo, que…

Um papo poético sobre vinho ligando Curitiba ao Dão

Conheci o José Luís Araújo em uma das minhas aulas de sommelier. Ele estava a acompanhar a Susana Melo Abreu,…

O Mundo do Vinho da Porto a Porto: Capítulo 2

 A Porto a Porto faz anos e quem ganha é a gente. Se ainda não viu a minha dica da semana…