Museu Guido Viaro recebe exposição conjunta de Cláudio Kambé e José Antonio de Lima


Na mostra artistas apresentam algumas de suas obras mais recentes

Valor

Gratuita

Outras informações

Terça à sábado - 14:00h às 18:00h

Mais de 30 obras dos artistas plásticos Cláudio Kambé e José Antonio de Lima fazem parte da exposição Tramas: entre o espaço e o plano, aberta ao público desde a noite da última quinta-feira (14) até o dia 28 de julho, no Museu Guido Viaro, e com entrada gratuita.

A mostra
A mostra é a primeira parceria exclusiva entre os artistas busca mostrar as aproximações entre o trabalho dos dois, ressaltando o uso da cor cinza e a aplicação de cores formas e figuras que fazem referência à infância dos artistas em cidades do interior – Kambé em Cambé e Lima em Grandes Rios, ambas no Paraná.

Entre os trabalhos escolhidos pelos curadores Fernando Bini e José Carlos Cifuentes estão as telas “A alegoria cinza da caverna de Platão” e “A Emergência da Luz”. A primeira é uma das poucas obras de Kambé que não apresentam figuras humanas e representa a diferença entre o mundo real, cinza, e o mundo das ideias, colorido. A segunda manifesta a evolução orgânica da obra de José Antonio de Lima, introduzindo ao trabalho do artista o elemento fogo, representado pela cor amarela.

Vale ressaltar ainda a presença de uma escultura da série “Tramas”, de José Antonio de Lima, construída a partir do entrelaçamento de fios e pedaços de tecido, e da tela “Homenagem”, de Kambé, que inclui uma representação de esculturas do tipo trama.

Sobre os artistas

Os artistas

Cláudio Kambé nasceu em Matão (SP) em 1950, mas ainda na infância mudou-se para Cambé (PR). Pintor, desenhista e ilustrador, começou a trabalhar como ilustrador do Jornal Panorama, de Londrina (PR), em 1975, passando mais tarde pelo Diário do Paraná e Folha de S. Paulo. Realizou sua primeira exposição, “Expressões”, em 1981, na Associação Comercial de Londrina (PR). Desde então suas obras foram expostas em diversas outras ocasiões e locais, como Curitiba (PR), Porto (Portugal) e Roma (Itália).

José Antonio de Lima nasceu em Sacramento (MG) em 1955 e mudou-se para o Paraná aos 9 anos de idade. Formou-se em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina em 1979 e depois atuou como repórter e fotógrafo de jornais e revistas do estado. Sua primeira exposição foi realizada em Maringá, Paraná, em 1987. Desde então já levou suas esculturas, desenhos e pinturas a diversos estados do Brasil e países do mundo.