Estudo revela que motoristas de Curitiba levam até 60% a mais de tempo para percorrer trajetos no horário de pico.

 

 

Uma pesquisa divulgada pela startup 99 revelou que o tempo  perdido pelos curitibanos no tráfego da cidade é 60% maior no horário de pico em relação às outras capitais pesquisadas. O número faz parte do “Índice 99 de tempo de viagem (ITV99) que monitora o fluxo de carros em 15 cidades do Brasil para revelar entre elas qual tem o maior tráfego do país. A 99, que aposta em aplicativos de mobilidade urbana para táxis e carros particulares, calculou o índice médio de atraso dos deslocamentos cotidianos em Recife, Porto Alegre, Belém, Barueri, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador, Curitiba, São Bernardo do Campo, Santos, Osasco, Santo André e Guarulhos.
O índice foi elaborado a partir do grande volume de dados relativos às corridas de carro realizadas através do aplicativo 99. São contabilizadas as corridas de táxi, TOP (táxi preto) e POP (modalidade de carros particulares da 99). Cada cidade foi dividida em microrregiões e o ITV 99 foi calculado para a média de seus deslocamentos no horário de pico — períodos das 7h às 10h da manhã e entre 17h e 20h. Os primeiros dados são dos meses de junho, julho e agosto de 2017.
“Aplicativos de mobilidade, algoritmos diversos, softwares com inteligência artificial, satélites e muitos outros recursos tecnológicos disponíveis pelo mundo permitem uma coleta de dados sobre o trânsito mais eficiente: em tempo real, com capilaridade, flexibilidade de frequência, baixo custo e precisão” – comenta Marcel Bely, Gerente de Relações Públicas Regional da 99.

Monalisa Beer

Olá, sou a Editora de conteúdo do Eu Amo Curitiba. Sou sensata e discreta.
Tenho em Dalton Trevisan minha inspiração em marketing pessoal.
Sou fã de carteirinha de rock e da banda Kiss.
Adoro os filmes do Zorro e alimento um paixão secreta pelo indefectível Julinho da Adelaide. Muito prazer, meu nome Monalisa Beer.