Parte do acervo de Vladimir Kozák do Museu Paranaense é patrimônio documental da humanidade e do Brasil pelo Programa Memória do Mundo da UNESCO.

 

Parte do acervo de Vladimir Kozák, do Museu Paranaense, agora é patrimônio documental

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Museu Paranaense é o primeiro do Paraná a integrar o Programa Memória do Mundo da UNESCO. O certificado MoWBrasil 2017 foi entregue ao diretor do Museu Paranaense (MP), Renato Carneiro Jr.,na sede do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, no Rio de Janeiro. O certificado é o edital que selecionou parte do acervo de Vladimir Kozák do Museu Paranaense como patrimônio documental da humanidade e do Brasil pelo Programa Memória do Mundo da UNESCO.
As obras selecionadas correspondem ao acervo iconográfico, filmográfico e textual dos povos indígenas brasileiros, produzidos entre os anos 1948 e 1978, período em que Kozák realizou várias filmagens, algumas pessoais e outras para a Universidade Federal do Paraná (UFPR), entre elas um documentário sobre os indígenas Xetá, povos que viviam isolados até então.

“Receber o certificado do programa Memória do Mundo da Unesco no Brasil foi um avanço muito grande porque comprova que o acervo do museu não é só do MP mas de toda a humanidade. Aumenta bastante a nossa responsabilidade mas também a nossa visibilidade. Em decorrência desse prêmio que recebemos já ocorreram várias tratativas para outras exposições e para participação em eventos nacionais”, comentou Carneiro Jr.

Monalisa Beer

Olá, sou a Editora de conteúdo do Eu Amo Curitiba. Sou sensata e discreta.
Tenho em Dalton Trevisan minha inspiração em marketing pessoal.
Sou fã de carteirinha de rock e da banda Kiss.
Adoro os filmes do Zorro e alimento um paixão secreta pelo indefectível Julinho da Adelaide. Muito prazer, meu nome Monalisa Beer.