Minha vida de ciclista

Adotar a bicicleta como meio de transporte tem lá suas dificuldades. Ainda bem que aos poucos a cidade começa a oferecer opções para facilitar o ir e vir de ciclistas.  

Adotar a bicicleta como meio de transporte é abrir mão de alguns confortos. Trocar o interior de um veículo, sempre quentinho e confortável, pelo selim da bicicleta exposto a todo tipo de intempérie e encarando os mais variados relevos apenas com a força da perna, é um desafio para poucos.

E aí emergem todos os tipos de dúvidas. Onde guardar a bicicleta, como transportar em caso de acontecimento inesperado? Existe algum tipo de assistência em Curitiba? Ônibus e táxis transportam bicicleta?

Em outubro de 2015 começou a operar na cidade o serviço Taxi Bike com a adesão inicial de 60 taxistas que dispõe de suporte para o transporte de bicicletas no teto do veículo.


Já em 2016 um projeto piloto chamado BRT Bike abriu a possibilidade de embarcar com a bicicleta em um ônibus da linha Centenário/Campo Comprido. O ônibus está identificado, na frente, por um adesivo com a imagem de uma bicicleta. Na lateral, próximo a porta de embarque há adesivos indicando os horários e terminais de acesso.  

Também, no ano passado, foram instalados paraciclos em todos os terminais de Curitiba, com um total de 228 vagas para bicicletas – entre cinco e dez vagas em cada terminal – com o objetivo de integrar os diferentes modais de transporte.

Outra novidade boa para os ciclistas veio no início de 2017, quando empresários do setor iniciaram a implantação de serviços de autoatendimento para ciclistas. Nos locais chamados de “Bike Station”, geralmente junto a postos de gasolina, há equipamentos para pequenos reparos em bicicletas além do comércio de produtos para a prática do esporte – desde alimentos, como barras de proteína e bebidas isotônicas – até câmaras de ar para a bike.

Foram instalados seis Bike Station desde o início de ano, em locais que são rotas de treino na cidade – e a expectativa dos empreendedores é inaugurar mais cinco.


Onde encontrar a BikeStation:

Auto Posto Anjo Gabriel – Av. Pref. Erasto Gaertner, 308 – Bacacheri

Auto Posto Autodromo – Av. Victor Ferreira do Amaral, 3643 – Bairro Alto

Lava Car Alphaville – Rua Jaguariaíva, s/n – Alphaville Graciosa

Irmãos Abage – R. Gen. Mário Tourinho, 2489 – Campina do Siqueira, próximo ao parque Barigui

Posto Shell – Av. Mal. Floriano Peixoto, 6050 – Hauer


Academia Bio – Rua Jacob Macanhan, 597 – Pinhais

 


Fica atento em dicas quentíssimas de roteiros temáticos para ciclistas em blogs especializados, como:

http://kuritbike.com/

http://pedaleiro.com.br/ciclismo/grupos-pedalar-curitiba/

https://www.pedal.com.br/trilhas/trilhas.asp?estado=PR&modalidade=todos&filtrar=FILTRAR

Monalisa Beer

Olá, sou a Editora de conteúdo do Eu Amo Curitiba. Sou sensata e discreta. Tenho em Dalton Trevisan minha inspiração em marketing pessoal. Sou fã de carteirinha de rock e da banda Kiss. Adoro os filmes do Zorro e alimento um paixão secreta pelo indefectível Julinho da Adelaide. Muito prazer, meu nome Monalisa Beer.