O Instituto Neo Pitagórico

Edificação de 1918, sede do Instituto Neo Pitagórico que já existia desde 1909, o Templo das Musas é um centro de estudos e confraternização inspirado no antigo Instituto de Pitágoras de Crótona, do século VI A.C. Com a construção do templo, fundamentou-se a estratégia social desse grupo no Paraná e no Brasil.

O Instituto Neo Pitagórico promovia reuniões com finalidades de iniciação de novos membros, administrativas, musicais e literárias ou até mesmo em homenagem a personalidades ou povos, precedidas da leitura e comentário de trechos dos escritos de Pitágoras. Os neopitagóricos mergulhavam na literatura e procuravam reconstruir o pensamento e o modo de viver dos antigos. Desejavam reprisar não somente as ideias, mas a arquitetura, o vestuário e até nomes pessoais.

O fundador do instituto foi o professor Dario Vellozo, pensador e escritor. Nasceu no Rio de Janeiro em 26 de novembro de 1869 e aos 14 anos foi morar em Curitiba (PR), onde desenvolveu intensa atividade intelectual. Foi professor de História no Ginásio Paranaense, diretor e redator de revistas e jornais, entre os quais Ramo de Acácia, O Cenáculo, A Esphynge, Club Curitybano, O Electra e A República, que no final do século 19 e início do século 20 divulgavam a ousadia, a liberdade de pensamento e de concepção da arte. Em 1936, Dario Vellozo publicou o livro Jesus Pitagórico. Foi sua última publicação antes de falecer, em 28 de setembro de 1937, na cidade de Curitiba.

Mais informações sobre o instituto e suas atividades você encontrará no site http://www.pitagorico.org.br/.

O instituto fica na Rua Professor Dario Velozzo N.º 460 – Vila Izabel e o prédio, conhecido como Templo das Musas, é tombado como patrimônio cultural pelo estado do Paraná.

Washington Takeuchi

O engenheiro elétrico Takeuchi, sempre se interessou por fotografia. Foram várias câmeras e muitas histórias registradas através do olhar treinado pelas referências colecionadas ao longo da vida. Estudou na Omicron Escola de Fotografia. Mantém como projeto autoral desde 2009 o blog Circulando por Curitiba, onde diaria e ininterruptamente publica suas fotografias, tendo sempre a cidade de Curitiba como o fio condutor. Teve fotos publicadas em livros, jornais, revistas e sites. Realizou em 2015 a exposição individual Circulando pela Arquitetura Modernista de Curitiba na Carmesim Espaço de Arte e Design, que passou também pela UTFPR, Shopping Jardim das Américas, Edifício Anita e Uninter. Material que rendeu o livro de mesmo título. Com sua inseparável câmera vai nos conduzir para todo canto e nos contar histórias da cidade de um jeito muito peculiar. Ah, sorte nossa porque Washington Takeuchi assina a coluna de fotografia do nosso site, chamada "Além do Olhar".