Saiba quais são os 5 melhores roteiros turísticos para se fazer na região metropolitana de Curitiba

Colônia alemã, rotas do vinho e da cerveja, regiões históricas, culturais e muita gastronomia

Enjoado dos mesmos passeios em Curitiba, você deve se perguntar o que tem de bacana para se fazer na chamada região metropolitana da Cidade Sorriso. Roteiro é o que não falta com tanta particularidade das nossas cidades vizinhas, no entanto, o site Eu Amo Curitiba separou cinco passeios imperdíveis que podem ser feitos na região metropolitana. Tem colônia alemã, rotas de vinho e cerveja, regiões históricas e culturais do Paraná, passeio de trenzinho e muita gastronomia para os amantes da boa culinária. De carro ou de ônibus, não importa, programe o fim de semana, escolha uma das opções e divirta-se!

Colônia Witmarsum

A área foi fundada por alemães menonitas e reúne diversas opções de lazer / Foto: Divulgação

Há 60 quilômetros de Curitiba e há menos de uma hora. Tempo e distância a seu favor para conhecer a inusitada Colônia Witmarsum, pertinho da capital paranaense. A área, fundada por alemães menonitas, reúne confeitarias típicas, restaurantes, lojas, um grande mercado, pousadas, ecoturismo e, de quebra, oferece uma feirinha gastronômica aos fins de semana.

A Colônia Witmarsum é outro estirão redondo partindo de Curitiba. O nome do lugar é uma referência à cidade catarinense de Witmarsum de onde saíram os menonitas — um grupo étnico-religioso que migrou há 70 anos aos campos gerais do Paraná. Localizada no município de Palmeira, a colônia é referência na produção de leite e queijos.

Hoje, o local conta com 1500 habitantes e preserva todas as referências à cultura alemã, desde o idioma — que você vai ouvir o tempo todo entre eles — até a culinária típica como tortas e salsichas alemãs, além dos tradicionais eisbein (joelho de porco), chucrute e marreco recheado.

Serviço

Como chegar: pegue a BR 277 em direção a Ponta Grossa. Na altura do km 146 (depois do pedágio) você terá que se manter à esquerda para fazer um pequeno retorno (voltando à Curitiba). A entrada para a colônia está logo após a este retorno. Há placas indicativas no local.

Lapa

O Theatro São João é um dos mais antigos do país / Foto: Divulgação

O pequeno município, a 65 km de Curitiba, possui o maior conjunto arquitetônico preservado do Paraná e abriga um pedaço orgulhoso da História do Brasil. São 14 quadras e 258 construções tombadas pelo patrimônio nacional. A cidade em si virou uma rara exposição ao ar livre que preserva e conta, em cada esquina, um pouco da vida e dos enfrentamentos do século 19.

A cidade possui inúmeros roteiros históricos, porém o grande destaque é o Theatro São João, em frente à Praça General Carneiro, que foi construído em 1873 e chegou a receber a visita do Imperador D. Pedro II. O palco tem estilo italiano e a plateia, elizabetano. A fachada recebeu influência do neoclássico.

Com capacidade para 212 espectadores, durante o Cerco da Lapa o teatro virou uma enfermaria improvisada e foi bastante atingido pelas balas de canhões das tropas que invadiam o lugar. É absolutamente lindo e preservado por dentro.

Serviço

Como Chegar: saindo de Curitiba pela BR 476, indo pelo município de Araucária. Está a 65 quilômetros da capital paranaense. Há pedágio no trecho.

Informações Turísticas:

Central de Informações Turísticas

Praça General Carneiro, 116 – Centro

Tel. 41 3911-1165

E-mail: informações _turísticas@lapa.pr.gov.br

Caminho do Vinho (São José dos Pinhais)

A Colônia Mergulhão conta com 30 propriedades rurais, entre cantinas de vinhos, adegas e restaurantes / Foto: Ary Portugal

O roteiro abrange a Colônia Mergulhão, que conta com 30 propriedades rurais, entre cantinas de vinhos, adegas, restaurantes, cafés coloniais, atividades do tipo pesque-pague e até pousada. É um passeio que rende boas compras de produtos coloniais, como salames, embutidos, queijos, compotas, licores, biscoitos e conservas, além de vinho e outros derivados da uva.

Serviço

Como chegar: De carro – O acesso à Colônia Mergulhão, em São José dos Pinhais, é feito pela Rodovia Curitiba-Paranaguá, através da Avenida Rui Barbosa.

Mais informações em http://www.caminhodovinho.tur.br/

Rota da Cerveja (Pinhais)

O turista experimenta cervejas com diversos rótulos produzidos na cidade / Foto: Divulgação

Ainda considerada uma novidade, a Rota da Cerveja é uma iniciativa do Município de Pinhais que reúne todas as cervejarias artesanais da cidade em um roteiro, para desenvolver o Turismo e valorizar as empresas do ramo. Lá, o turista conhece as cervejarias, o processo de fabricação e ainda experimenta cervejas com diversos rótulos produzidos na cidade. O visitante pode ainda, por meio de um passaporte, adquirir os selos das cervejarias visitadas e ganhar brindes.

A visitação poderá ocorrer de duas formas:

Espontânea: a pessoa toma conhecimento da existência da Rota da Cerveja e efetua o agendamento da visita diretamente com os estabelecimentos credenciados.

Monitorada: um grupo de pessoas interessadas em visitar um ou mais estabelecimentos credenciados, entra em contato com o Departamento de Apoio ao Turismo – DETUR e efetua o agendamento do passeio, conforme disponibilidade de data.

Serviço

Telefones para agendamento:

Oner: 41 3097-0123

Way Beer: 41 3653-8853

Bastards Brewery: 41 3557-2207

Ovelha: 41 99999-6663

Fone do DETUR: 41 3912-5634

E-mail: turismo@pinhais.pr.gov.br

Trem para Morretes

O passeio é o mais famoso e mais procurado da região metropolitana / Foto: Divulgação

O passeio de trem para Morretes é o mais famoso e mais procurado na região metropolitana. O trem tem um horário de ida e um horário de volta: às 8h15 (o vagão de luxo sai às 9h15 – você vai ver a diferença depois!) saindo da rodoferroviária de Curitiba para Morretes. Um local de saída central e de fácil acesso, seja de carro ou ônibus. São aproximadamente 3h30 de viagem, mas eventualmente ocorrem alguns atrasos ou paradas em meio a ferrovia, pois os vagões do passeio dividem a ferrovia com trens de carga.

O trem vai até Morretes, uma simpática e tranquila cidade histórica. Você vai encontrar muitas lojinhas que vendem produtos locais, restaurantes que oferecem o barreado, prato típico da região, e caminhando por lá você verá belos casarões e construções históricas. Destaque também para a famosa bala de banana e as cachaças de preparo artesanal. O trem sai da estação de Morretes – também central e fácil de encontrar – às 15h e retorna para Curitiba. O tempo aproximado da viagem é o mesmo, bem como o trajeto pela ferrovia.

Serviço

Turístico: essa categoria do passeio de trem para Morretes sai diariamente, com ida às 8h15 e volta para Curitiba às 15h. As poltronas são estofadas e um guia de turismo em português acompanha todo o trajeto, dando as informações sobre as paisagens e contando histórias da ferrovia. O lanche a bordo está incluso, assim como uma água ou um refri por pessoa. O mais confortável é reservar online. Se tiver dúvidas, é só nos ligar no (41) 3232-1314, enviar um e-mail para info@specialparana.com ou WhatsApp (41) 9 9935-7215.

Leandro Bertholini

Leandro Bertholini é jornalista, ator, dramaturgo e roteirista com ampla experiência na área de produção cultural. É formado em jornalismo pelas Faculdade Integradas Hélio Alonso (RJ) e pós-graduado em Jornalismo de Políticas Públicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É fundador e produtor da Companhia de Teatro Autoral do Rio de Janeiro, grupo teatral que já percorreu mais de 30 cidades em 10 estados brasileiros. É autor do premiado espetáculo “As Mulheres da Rua 23”, vencedor de diversas categorias nos principais festivais de teatro do país. Pela dramaturgia e atuação no espetáculo recebeu 27 prêmios e mais de 30 indicações em festivais nacionais. Foi professor de interpretação no Teatro Miguel Falabella (RJ) e oficineiro em diversos eventos e festivais de teatro. Leandro Bertholini formou-se na escola de Teatro O Tablado e atualmente integra a Cia do Abração de Curitiba/PR, onde também ministra aulas de interpretação e criação teatral. Aqui no Eu Amo Curitiba, Leandro Bertoholini escreve para diversas colunas e nos atualiza sobre o que está acontecendo no campo das artes, o que tá rolando na cidade, o comportamento curitibano e o melhor do entretenimento, lazer e gastronomia.