Prefeitura lança edital para ocupação de 50 novas vagas no Worktiba Barigui

Serão contemplados até 50 projetos inovadores com possibilidade de serem aplicados na cidade, preferencialmente de cunho social


A Prefeitura Municipal de Curitiba acaba de abrir 50 novas vagas para o projeto Workitiba Curitiba, espaço de trabalho colaborativo, concebido e inaugurado em março de 2017 pelo prefeito Rafael Greca.

O Worktiba Barigui é o primeiro coworking público municipal do Brasil e seguiu a linha da sustentabilidade, requalificando um local subutilizado do Parque Barigui. O espaço reaproveitou móveis e equipamentos parados da gestão pública, aliado a um link de internet dedicado de alta velocidade, biblioteca e toda estrutura de apoio para desenvolvimento dos projetos.

O novo edital desburocratizou o processo de seleção dos coworkers, que será feito em duas fases: na primeira será feito um pré-cadastro e a análise do projeto proposto e na segunda fase será analisada a documentação detalhada do proponente.

Simplificamos o segundo edital, com o objetivo de ampliar a participação dos empreendedores, que trabalhando em conjunto, de forma criativa e colaborativa, fomentam seus projetos e negócios com aplicabilidade na cidade de Curitiba”, disse o presidente do Instituto Municipal de Administração Pública (Imap), Alexandre Jarschel de Oliveira.

Serão contemplados até 50 projetos inovadores com possibilidade de serem aplicados na cidade, preferencialmente de cunho social. A participação no edital é livre, desde que siga os critérios, datas e etapas estabelecidos no edital que já está disponível no site do Imap.

Os proponentes envolvidos nos projetos aprovados poderão utilizar o espaço e toda a estrutura descrita no edital durante o período de cinco meses, prorrogável por igual período, sem qualquer custo.

Referência
O Worktiba Barigui se tornou referência de projeto de coworking público, servindo de inspiração para outros municípios do Paraná e outros estados do Brasil.
Atualmente 11 startups estão no espaço desenvolvendo 26 projetos individuais ou em conjunto entre eles. O contrato com os atuais coworkers encerra nas próximas semanas e eles podem participar do novo edital, desde que se inscrevam e sejam aprovados.


Três startups deixaram o espaço antes do término do prazo, como é o caso da Prevention Vision Test. “Deixamos o Worktiba, mas por um bom motivo. Triplicamos de tamanho no período que estivemos aqui. As interações no espaço e o apoio que o Imap e os órgãos da Prefeitura nos deram foi um grande impulso e visibilidade”, explicou Juliano Santos, ex-coworker do Worktiba e fundador da empresa Prevention. A empresa desenvolveu o Robô Adam equipamento capaz de fazer o pré-diagnóstico de problemas de visão presencialmente ou à distância.

Mais informações podem ser obtidas no site ou [email protected]

Monalisa Beer

Olá, sou a Editora de conteúdo do Eu Amo Curitiba. Sou sensata e discreta. Tenho em Dalton Trevisan minha inspiração em marketing pessoal. Sou fã de carteirinha de rock e da banda Kiss. Adoro os filmes do Zorro e alimento um paixão secreta pelo indefectível Julinho da Adelaide. Muito prazer, meu nome Monalisa Beer.