Temperatura despenca, inspira poeta e a gente compartilha

Senso de humor e de oportunidade definem bem essa foto. A imagem flagrada é do dia em que a temperatura saiu da fornalha de 30° para 13°.

A frase escrita  pelo poeta Álvaro Posselt, além de brincar com o tema, não poderia ser mais precisa para descrever a relação do morador de Curitiba com o clima, a considerar o número de views e compartilhamentos que a página do Eu Amo Curitiba teve no Facebook.

Nós amamos, logo compartilhamos.

Variações sobre o mesmo tema

 

 

O Autor

Nascido em Curitiba, Álvaro Posselt é poeta, professor e um mestre dos haicais. Entre seus trabalhos estão Tão breve quanto o agora (2012), Um lugar chamado instante (2013), Entre arranhões e lambidas (2014), Kaki (2015) e Na sopa do sapo (2016).(Fonte http://www.mallarmargens.com)

 

 

 

Monalisa Beer

Olá, sou a Editora de conteúdo do Eu Amo Curitiba. Sou sensata e discreta. Tenho em Dalton Trevisan minha inspiração em marketing pessoal. Sou fã de carteirinha de rock e da banda Kiss. Adoro os filmes do Zorro e alimento um paixão secreta pelo indefectível Julinho da Adelaide. Muito prazer, meu nome Monalisa Beer.